Conteúdo Nutritivo: O racismo sutil por trás das palavras

Conteúdo Nutritivo: O racismo sutil por trás das palavras

Clique aqui para acessar a cartilha.

Disseminamos o racismo sem perceber. Ainda assim, é responsabilidade de cada um(a) se informar e mudar seus comportamentos (mesmo que não intencionais) para acabar com o racismo.

A Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal (Sejus-DF) lançou uma cartilha com 27 expressões racistas, suas origens e sinônimos.

A intenção é conscientizar a população a retirar os termos preconceituosos do vocabulário.

O documento, intitulado O Racismo Sutil Por Trás das Palavras, elenca como racistas, por exemplo, os termos “feito nas coxas”, “criado mudo”, “meia tigela”, “tem caroço nesse angu”, “bucho cheio”, “lavei a égua”, “não sou tuas negas” e “denegrir”.

Meia tigela, por exemplo, surgiu quando os escravos que não faziam o serviço ao agrado do dono recebiam uma tigela de comida pela metade, segundo a cartilha. Os sinônimos indicados são medíocre e mal feito.

 

Conteúdos Nutritivos: Reverência às perguntas fascinantes

Conteúdos Nutritivos: Reverência às perguntas fascinantes

Trecho inspirador do livro “Ei! Tem alguém aí?”, de Jostein Gaarder, sobre a arte de fazer perguntas.

 

“Pode comer uma maçã”, falei, oferecendo-lhe a fruta. 

Foi como se ele estivesse vendo uma maçã pela primeira vez. Primeiro só cheirou, depois arriscou uma dentadinha. 

Daí exclamou: “Nham-nham!”, e deu uma grande mordida. 

Perguntei: “Você gosta?”. 

Ele se inclinou bem para a frente, fazendo uma reverência. 

Eu queria saber que gosto tem a primeira maçã que alguém come na vida. 

Perguntei de novo: “Que gosto tem?” Ele fez outra reverência. 

Perguntei: “Por que você está se inclinando?”. 

Mika se inclinou mais uma vez. Fiquei tão perplexo que só consegui perguntar de novo: 

“Mas por que você está se inclinando desse jeito?”

Agora foi a vez de Mika ficar confuso, acho que ele não sabia se era melhor se inclinar mais uma vez, ou só responder.

“Lá de onde eu venho”, explicou ele, “nós sempre fazemos uma reverência quando alguém faz uma pergunta fascinante. E quanto mais profunda for a pergunta, mais profundamente a gente se inclina.”

Camila, essa foi uma das coisas mais malucas que eu já ouvi na vida! O que havia numa pergunta que merecesse uma reverência?

“Nesse caso”, perguntei, “o que vocês fazem quando querem se cumprimentar?”

“Tentamos pensar numa pergunta inteligente.”

“Por quê?”

Primeiro ele fez uma reverência rápida, já que eu tinha feito mais uma pergunta; daí falou: 

“Tentamos pensar numa pergunta inteligente, para fazer a outra pessoa se inclinar.”

Essa resposta me impressionou tanto que fiz uma profunda reverência, me inclinando ao máximo. Quando levantei os olhos, vi que ele estava chupando o dedo. Houve uma longa pausa até ele tirar o polegar da boca.

“Por que você me fez uma reverência?”, perguntou ele, num tom quase ofendido. “Porque você deu uma resposta superinteligente para a minha pergunta”, respondi.

Daí, numa voz bem alta e clara, ele disse algo que eu haveria de lembrar pelo resto da vida: “Uma resposta nunca merece uma reverência. Mesmo que for inteligente e correta, nem assim você deve se curvar para ela.” 

Fiz que sim, rapidamente. Mas me arrependi no mesmo momento, pois Mika poderia pensar que eu estava me inclinando para a resposta que ele acabava de dar. 

“Quando você se inclina, você dá passagem”, continuou Mika. “E a gente nunca deve dar passagem para uma resposta.” 

“Por que não?”

“A resposta é sempre um trecho do caminho que está atrás de você. Só uma pergunta pode apontar o caminho para a frente.”

Achei que havia tanta sabedoria nas suas palavras que precisei segurar bem firme meu queixo para não fazer outra reverência.

Conteúdo Nutritivo: Paz, como se faz? – Cartilha Palas Athena

Conteúdo Nutritivo: Paz, como se faz? – Cartilha Palas Athena

Clique para baixar!

Essa cartilha, escrita por Lia Diskin e Laura Gorresio Roizman, tem como principal objetivo o desenvolvimento da criatividade, do diálogo e da aceitação do outro como estratégia educativa para a construção de uma Cultura de Paz. Para transformar os valores da Cultura de Paz em realidade na vida cotidiana, as autoras apostam na educação para criar e incentivar processos inclusivos na juventude.

A cartilha apresenta textos teórico baseados nos quatro pilares da Educação do futuro – aprender a conhecer, a fazer, a viver junto e a ser – e nos seis princípios do Manifesto 2000 da UNESCO – respeitar a vida, ser generoso, ouvir para compreender, redescobrir a solidariedade, rejeitar a violência e preservar o planeta. Sugere também muitas atividades voltadas principalmente para o público jovem,como jogos, dinâmicas de grupo, espaço de leituras, artes manuais, discussão sobre os meios de comunicação e outros.

Fonte: http://www.palasathena.org.br/cont_pedagogico_detalhe.php?pedagogico_id=6

Conteúdo Nutritivo: O poder da escuta

Conteúdo Nutritivo: O poder da escuta

“Imaginamos que negociação é muito sobre falar, mas na verdade, é mais sobre escutar. Ao estudar o comportamento de negociadores de sucesso, percebe-se que eles escutam muito mais do que falam.” disse Willian Ury nessa palestra.

William Ury, cofundador do Programa de Harvard em Negociação, é um dos especialistas em negociação mais conhecidos e influentes do mundo. Ele é coautor de “Como chegar ao sim”, o livro sobre negociação mais vendido do mundo; ele ensinou negociação a milhares de pessoas, prestou serviços de consultoria para dezenas de grandes empresas e foi consultor para a Casa Branca.

 

 

Conteúdo Nutritivo: Atenção Plena

Conteúdo Nutritivo: Atenção Plena

Mindfulness ou estado de atenção plena é o tema deste TED Talk de Andy Puddicombe que explica o benefício de levar alguns minutos do dia para praticar “estar presente” e desmonta alguns mitos sobre meditação.

“Não podemos mudar tudo que acontece conosco na vida, mas podemos mudar a maneira como sentimos o sabor disso”, diz ele.

Legendas em português estão disponíveis, é só ativar 😉

Assine nossa newsletter







Cuiabá - MT

contato@criepontes.com.br

Propostas de parcerias, treinamentos corporativos e cursos livres:
(65) 98126-3232 (Whats app)

Conteúdo Nutritivo: O dom e o poder da coragem emocional

Conteúdo Nutritivo: O dom e o poder da coragem emocional

Durante tempos caóticos e incertos, é provável que você experimente uma ampla gama de emoções como medo, raiva, culpa e ansiedade.

Pensando nisso, o Conteúdo Nutritivo desta semana é a apresentação profundamente comovente e cheia de humor da professora e psicóloga de Harvard, Susan David: “O dom e o poder da coragem emocional”.

Em seu TED Talk sobre coragem emotiva, ela compartilha estratégias práticas para gerenciar suas emoções – o objetivo é impedir que você seja paralisado por elas. “O dom e o poder da coragem emocional” é um Ted Talk com o potencial de mudar a nossa vida, ao questionar a cultura que valoriza a positividade em detrimento da verdade emocional.

Susan compartilha como a forma de encararmos nossas emoções determina tudo aquilo que é importante: os nossos comportamentos, a nossa carreira profissional, as nossas relações, a nossa saúde e a nossa felicidade.

Legendas em português estão disponíveis, é só ativar 😉

Assine nossa newsletter







Cuiabá - MT

contato@criepontes.com.br

Propostas de parcerias, treinamentos corporativos e cursos livres:
(65) 98126-3232 (Whats app)

Conteúdo Nutritivo: Filosofia Ubuntu

Conteúdo Nutritivo: Filosofia Ubuntu

Mudanças na sociedade que levariam séculos para acontecer, o corona vírus está tratando de acelerar. Uma delas, é despertar o senso de comunidade nas pessoas. Se inspire nesta palestra com a filosofia sul africana Ubuntu, que tem como base o cuidado com a comunidade.

 

“O nosso bem estar está profundamente interligado com o bem estar dos outros. Perigo é partilhado, dor é partilhada, alegria é partilhada, realização é partilhada, casas são partilhadas, comida é partilhada. Ubuntu nos pede para abrir nossos corações, e partilhar.” Boyd Varty

Assine nossa newsletter







Cuiabá - MT

contato@criepontes.com.br

Propostas de parcerias, treinamentos corporativos e cursos livres:
(65) 98126-3232 (Whats app)

Conteúdo Nutritivo: Do que é feita uma Vida Boa?

Conteúdo Nutritivo: Do que é feita uma Vida Boa?

Aqui na Criando Pontes, um dos nossos propósitos é incentivar a conexão humana no mundo.

Pensando nisso, nosso conteúdo nutritivo de hoje é um estudo que acompanhou mais de 700 homens por 75 anos, e responde Do que é feita uma vida boa?

(Tem legendas em português! É só ativar!)​

Assine nossa newsletter







Cuiabá - MT

contato@criepontes.com.br

Propostas de parcerias, treinamentos corporativos e cursos livres:
(65) 98126-3232 (Whats app)