Eu, você, todo mundo faz, já fez ou fará isso: interromper a fala da outra pessoa numa conversa.

Geralmente fazemos isso de forma não intencional, inconsciente.

Segue algumas dicas para você que ainda se vê com esse hábito de interromper a fala das pessoas:

 

1

Se você não quer esquecer o que tem a dizer:

Anote num papel palavras-chave referentes às suas ideias e, rapidamente, volte a atenção para o que a outra pessoa está dizendo. 

Previna desconfortos perguntando a ela se está tudo bem você fazer isso.

*Quando possível, vale se dedicar à prática da atenção ao momento presente e do desapego temporário das suas ideias.

 

2

Se você não quer ver a outra pessoa sofrendo:

Acalme seu desejo de contribuir.

Compreenda que os sentimentos desconfortáveis são passageiros, e eles passam mais rápido quando estamos acompanhadas.

Confie que a outra pessoa encontrará o caminho para se sentir melhor quando ela tiver a segurança de que é aceita e acolhida incondicionalmente.

Pergunte se ela quer escutar seus pitacos antes de oferecê-los.

 

3

Se você tem receio de não ter a oportunidade de se expressar:

Escutar com atenção a outra pessoa (e demonstrar que você escutou), torna mais fácil pedir pela sua vez de fala e você ser realmente escutada e considerada.

Não adianta nada ficar interrompendo. A outra pessoa não irá escutar com abertura ao que você tem a dizer. Ela resistirá às suas ideias e ao seu comportamento, mesmo que em silêncio.

Quando necessário, faça acordos para cuidar da vez de fala de cada pessoa.

 

4

Se você está com pressa ou cansada:

Não tente disfarçar. Deixe a outra pessoa saber disso. Diga a ela quanto tempo você tem disponível. Ofereça a possibilidade de conversar em outro momento.

Se isso for frequente, vale questionar suas escolhas e cultivar um estilo de vida onde seja possível oferecer atenção para as pessoas à sua volta

 

5

Faça o que estiver ao seu alcance para tornar as relações mais horizontais.

Para transformar estruturas que não oferecem condições para o diálogo, em estruturas onde as pessoas não precisem competir para serem escutadas.

 

Acesse o post no Instagram!

Juliana Matsuoka
Últimos posts por Juliana Matsuoka (exibir todos)
Share This