Pergunta 1:

a. Você é o líder que prefere tomar todas as decisões sozinho, porque se considera o único capacitado para isso? Porque foi assim que a vida te ensinou a ser? Porque foi dessa forma que você conquistou tudo que conseguiu, e acredita que isso já faz parte da sua personalidade?

b. Ou você é o líder que sabe que, considerar o que as pessoas pensam nos levam a estratégias mais criativas e efetivas? Que tem o hábito de expor suas ideias, e logo perguntar para o outro “o que você acha disso?”.

 

Pergunta 2:

a. Você é o líder que não tem tempo para escutar seus liderados, porque precisa fazer outras coisas mais importantes? O líder que a equipe nem procura para conversar, porque tem medo ou vergonha de você?

b. Ou você é o líder que busca estratégias para criar tempo e meios para escutar sua equipe? Porque sabe que acesso ao diálogo é pré-requisito para construção de relações de confiança. E que relações de confiança são as vias mais efetivas para resolução de problemas e aumento da produtividade?

 

Pergunta 3:

a. Você é o líder que vê um conflito e faz de tudo para evitá-lo, ou resolvê-lo da forma mais prática possível? Porque gera desconforto e consome o pouco tempo que você já tem?

b. Ou você é o líder que que sabe que conflitos fazem parte de qualquer relação humana? Que conflitos mal resolvidos se transformam nas tóxicas “conversas de corredor”. Que vê os conflitos como oportunidades para identificar necessidades ocultas das pessoas envolvidas e de encontrar soluções efetivas para os problemas, em vez de soluções que apenas “apaguem o incêndio”?

 

Pergunta 4:

a. Você é o líder que faz exigências, que não aceita “não” como resposta, e que quem disser isso, está fora da equipe?

b. Ou você é o líder que prefere um “Não” sincero, do que a submissão acompanhada por trabalhos realizados com indiferença e um descontentamento crônico? Que sabe que um “Não” é uma oportunidade para o diálogo, e que através do diálogo que cuida das necessidades de todos, soluções sustentáveis são encontradas.

 

Pergunta 5:

a. Você é o líder que usa sua autoridade para punir as pessoas que fazem coisas erradas?

b. Ou que usa seu poder para ajudar a atender as necessidades e cuidar dos valores das pessoas e da organização?

 

Pergunta 6:

a. Você é o líder que quer ter “poder sobre” sua equipe?

b. Ou que quer ter “poder com” a sua equipe?

 

Se você encontrou mais respostas letra “a”, são grandes as chances de a cultura de dominação sob a qual todos nós fomos criados acabar sendo perpetuada através do seu tipo de liderança. E mínimas as chances de você construir uma equipe colaborativa, criativa e consistente.

Em contrapartida, quanto mais identificação você encontrou nas respostas “b”, mais próximo de uma cultura de convívio e de parceria você se encontra. A consciência da Comunicação Não-Violenta já mora em você, e as ferramentas práticas dela irão te ajudar a construir um ambiente organizacional mais humano, produtivo e respeitoso.

 

“O seu comportamento diante de um conflito não é algo que faz parte da sua personalidade. É algo que pode ser aprendido e praticado.”

Dana Caspersen

 

Veja aqui 10 dicas práticas de Comunicação Não-Violenta na relação com seus liderados.

 

Agenda

Encontros Periódicos em Cuiabá MT

Sesc Arsenal e Espaço Arcturus

Grupo de apoio à prática da CNV

Online | 19nov

Fique por dentro! Clique para acessar

Grupo de divulgação no Whats App

Com a intenção de oferecer conforto para os participantes, é um grupo onde só eu envio as informações sobre próximos encontros que teremos em Cuiabá.

Instagram

Sempre publico os próximos eventos por lá também.

Facebook

Me segue lá!

Juliana Matsuoka
Últimos posts por Juliana Matsuoka (exibir todos)
Share This